Tele-educação

Resumo

A prática da tele-educação surgiu da necessidade da reformulação da metodologia convencional de ensino que tem se mostrado frágil na atualidade.  A prática trata de método pedagógico de ensino em que o educador e o educando não compartilham o mesmo ambiente físico. Na área da saúde, essa metodologia de ensino é frequente e pode ser ofertada em situações diversas como: cursos de aperfeiçoamento, extensão, educação permanente, além de cursos de graduação e especialização. (Faria et al, 2010)

Com base na experiência tecnológica da RTMG, o Centro de Telessaúde do Hospital das Clínicas da UFMG iniciou projeto com objetivo de aprimoramento do desenvolvimento científico, por meio de ferramentas de educação permanente. As atividades versam sobre temas diversos e de relevância, em especial para a atenção básica. São disponibilizados periodicamente: aulas, cursos e respostas de Segunda Opinião Formativa (SOF).

Período: a partir de Janeiro de 2015

Financiador

  • Financiador – Secretaria de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde/Ministério da Saúde – (SGTES/MS)